sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Relato de Parto Domiciliar - visão do pai

Bom... enquanto não tomo vergonha na cara e volto a escrever no blog, segue o relato do nascimento do nosso filho feito pelo Zocão:

Espero que gostem! E que eu me anime a voltar a escrever e faça meu próprio relato!!! Detalhe que coloquei o relato exatamente como ele escreveu, ou seja, nossos nomes e da equipe estão todos aí!



Sempre quisemos ter nossos filhos através de parto “normal”. Sempre tivemos esta ideia.

Quando ficamos grávidos da nossa primeira filha, fizemos o básico: procuramos indicações de médicos que são a favor de parto “normal”. A gravidez transcorreu super bem e tínhamos certeza que seria tudo tranquilo para ter nossa filhota da fprma planejada. Com 39 semanas de gestação, após um exame feito pela médica, foi falado que teríamos que passar por uma cesárea. Ela nos deu alguns motivos e a gente, sempre pensando no bem dos nossos filhotes, aceitou: se é melhor para o bebê, que seja.

Lara veio linda e cheia de saúde Um parto, ou seria uma cirurgia?, muito rápido, bem frio, bem metódico, quase uma linha de produção, nos deu a coisa mais importante de nossas vidas e isso é o que nos importava. Passado algum tempo, minha esposa sempre falava que ficava triste por que não conseguimos o parto “normal” que tanto queríamos. Àss vezes, pensávamos que éramos até egoístas, enfim, nunca esqueceremos o dia em que foi falado que seria cesárea.
Tenho que admitir que, por várias vezes, me dava um sentimento de revolta em relação à médica que indicou a cesárea. Descobrimos que, na maioria esmagadora dos casos não tem a mínima necessidade, como deve ter sido o nosso caso. Você vai conversando com as pessoas e vai vendo que a maioria é como nós éramos, desprovidos de conhecimento em relação ao tema, literalmente ignorantes no assunto, e isto faz com que alguns médicos brinquem com nossas vidas e escolhas.
Na verdade eu acho que não deveria se usar o termo parto humanizado, pelo simples fato do parto ser um processo natural do corpo humano e quando isto não é respeitado é que ocorre a desumanização do parto.
O tempo passou e veio a segunda gravidez, só que desta vez tudo foi diferente. Minha esposa estava determinada. Ela começou a fazer várias pesquisas sobre partos “normais” e começou a enxergar o parto humanizado e, quanto mais se aprofundava no tema, mais se apaixonava, mais pesquisava e mais se empolgava, e eu como agente passivo naquela situação apenas indo junto com ela nessa viagem.
Ela encontrou uma médica totalmente voltada para partos humanizados, uma pessoa comprometida com o bem estar da mulher e do bebê e que realmente fazia aquilo que pregava - partos humanizados. Mas minha esposa não parou as pesquisas, ela começou a falar de parto domiciliar. O Quê? Como assim? Em casa? Como eu achava que era loucura, nem falei nada, a deixava pesquisar e falar.
Passavam os dias e ela começou a falar de encontros de pessoas que fizeram partos domiciliares, de profissionais chamadas Doulas e a ideia ia se fortalecendo. A conversa começou a ficar séria, até que, um dia, surgiu esse assunto na consulta com a obstetra e eu, de imediato, me coloquei contra. A partir deste momento, minha esposa começou a falar comigo dos nossos amigos de Brasília que haviam tido os dois filhos em casa, que eu deveria me informar, ler sobre o assunto, que muita coisa era mito e começou a me enviar vários textos sobre o tema. Comecei a ler algumas coisas e comecei a pensar sobre o assunto, até que comecei a achar que não era tanta doideira.
Por várias vezes, foi indicado para gente o filme/documentário brasileiro “O Renascimento do Parto”, e mais uma vez, nossos amigos de Brasília nos incentivaram mandando o DVD do filme pelo correio. Na boa, fiquei com vontade de chorar aqui agora escrevendo. Choramos juntos vendo o filme e, ao acabar, tivemos certeza que nosso filho iria nascer em casa Eu tinha certeza. Virei para Luísa e falei: “ele vai nascer em casa e na água”. Um mundo se abriu na minha frente e quanto mais informações buscávamos, mais tranquilos e certos ficávamos da nossa escolha, tínhamos certeza que era melhor para a mãe, para nosso filhote e para nossa família.
Bem, como passamos a ter certeza de que seria em casa, começamos a organizar tudo. Conversamos novamente com a obstetra, uma incentivadora empolgada pela nossa escolha, conversamos com a Doula Gisele e passamos a pesquisar a equipe que acompanharia o parto. Conversamos muito sobre as precauções que deveriam ser tomadas, materiais que deveriam ser comprados e como iria ser no dia. Fizemos praticamente todas as consultas juntos, tomamos decisões juntos, organizamos tudo juntos e realmente iríamos ter nosso filho juntos.
Eu sempre falava para Luísa que queria que Pedro nascesse no meu mês, pois Lara nasceu em 23/01 e Luísa 26/01. Só que tudo indicava que ele viria próximo ao dia 20/09 e eu falava: “poxa, vai ficar faltando tão pouco para outubro”, sou do dia 15/10...rsrs. Os dias foram passando, a barriga não tinha mais para onde crescer, foi chegando dia 20/09, passou do dia 21/09 e nada do Pedro querer sair. Luísa já não aguentava mais o barrigão...rsrsrs
O tempo foi passando e a Luísa teve em alguns dias “falsas” contrações, parece que é mais não é, rsrs, e não é que já era dia 30/09 e o mlk ainda estava na barrigona. Mas neste dia, pela manhã, ao levá-la para fazer acupuntura com o intuito de ajudar a iniciar o trabalho de parto, ela começou a falar que achava que seria neste dia.Mesmo papo de outros dias que eu já nem me empolgava tanto...rsrsrs. Chegando na acupuntura foi falado que ela não poderia fazer, que poderia não ser legal. Voltamos para casa e o dia transcorreu normal.
Por volta das 21h ela começou a achar que realmente Pedro viria e, com o passar do tempo, começou a ter certeza. Pegamos o telefone e já avisamos a Doula e a Enfermeira Obstétrica. A partir daí, começaria a experiência mais intensa, cansativa, maravilhosa e inexplicável que passaríamos. Quando eram umas 23h, todas as profissionais já estavam vindo para nossa casa. Ninguém sabia que estava começando, não avisamos para ninguém, era nosso momento, não queríamos ter que ficar atendendo telefone ou ter mais pessoas em nossa casa além das necessárias.
Luísa já sentia bem as dores e começava a ter noção de como seria, eu tentava ficar calmo e dar o maior suporte possível para ela. Nossa filha já estava dormindo desde as 21h, nos deixando mais tranquilos. Perto das 24h nós fomos para cama deitar um pouco para ver se a Luísa ficava em uma posição mais confortável e, 24h01min, a bolsa dela rompeu! Este momento foi engraçado, ela deu um pulo da cama igual um ninja falando que a bolsa tinha rompido. Cara, não caiu uma gota na cama..rsrs, e eu falei: “como você sabe?” e quando olho aquele monte de água saindo, pensei: ”ela sabe”.
Às 24h30min, a Doula e as Enfermeiras estavam na nossa casa, para nossa tranquilidade e, a partir do rompimento da bolsa, a coisa começou a esquentar. As enfermeiras só monitoravam o coração do Pedro para saber se estava tudo ok e não interferiam mais e a Doula ajudava, se requisitada, afinal, o parto era nosso, feito pela Luísa.
Foi a noite toda de muitas contrações, muitos gritos, interfone tocando para saber se estávamos bem, rs... Luísa se contorcia, ia para o chuveiro, para cama, para o vaso e eu fazendo as contagens das contrações, agachando junto com ela e tentando dar todo apoio necessário. Fiquei incrivelmente muito calmo, deve ser porque eu tinha certeza que ela iria conseguir, eu não tinha dúvidas.
Eu estava muito cansado e imaginava como ela estava, acho que eu dormia em todos intervalos de contrações, sendo que o maior de todos deve ter tido uns 3min...rsrsrs, mas quando ela falava que ia começar, eu imediatamente ia ficar junto dela. Por volta de umas 6h30min, entramos na banheira e fomos ficando... eu dentro da água com as costas na parede e ela dentro da água deitada em cima de mim com a cabeça meio que na minha barriga, apoiando os pés na outra parede. Não saímos mais desta posição, quando foi por volta das 7h, a Lara acordou, ficamos com muito medo de qual seria a reação dela, afinal, ela tinha menos de três anos. Luísa dava gritos no último volume possível, não sabíamos o que seria. Gisele, a Doula, foi ver a Lara, fez vitamina para ela, chamou para ver desenho e, quando a Luísa deu um de seus gritos e Lara perguntou o que era aquilo, Gisele falou que eram passarinhos e a Lara falou que parecia uma Leoa....rsrsrs. Em seguida, Lara foi para o banheiro e nos viu na água. Falamos para ela que o Pedrinho estava chegando, que a mamãe estava muito bem, feliz e que não gritava de dor.
Pedro nasceu às 8h52min, Lara acompanhou desde às 7h.Foram quase duas horas de muito amor, de cenas maravilhosas, carinhosas, instintivas e puras da Lara com a Luísa e o Pedro. Ela passava a mão na água e falava: “vem brincar comigo Pedrinho, a água está uma delícia”, fazia carinho na barriga da Luísa, buscava brinquedos na sala e trazia para o irmão, dentre outras coisas que foram tornando toda essa experiência como a mais maravilhosa possível, foi muito emocionante e lindo ver aquilo. Quando Luísa gritava, ela não se assustava e em seguida fazia carinho na barriga, tipo, vai ficar tudo bem mamãe. Com palavras não dá para descrever como foi para nós.
A Marcela, Enfermeira, mostrava a cabeça do Pedro saindo, ela olhava com maior naturalidade, coisa inexplicável, e quando Pedro nasceu, não sei nem o que escrever....veio um choro instantâneo em mim e na Luísa, uma emoção tão grande e incontrolável, um choro sem fim, a Lara falando feliz: “Pedrinho, Pedrinho”, querendo entrar na água. Ele, ali no nosso colo, se acalmando no corpo da mãe dele, tendo contato de verdade com sua mãe, aquela que depois de 9 meses de gestação ficou 9h tendo ele. Pedro se acalmou, parou de chorar, depois de um tempo nós também paramos e fomos para cama. Lara imediatamente deitou junto na cama, perto dele.Ela não tem a mínima noção de como elevou o nível de emoção ao máximo. Que carinhosa e companheira, ela, com seus 2 anos e 8 meses, foi.
Foram 9h de trabalho de parto, muitos gritos, muitas posições, muita cumplicidade, união, muito apoio e, principalmente, muito amor de uma mãe para trazer seu filhote ao mundo. Filhote esse que nasceu com 54cm e 3.670Kg, pequeno não..rsrs, e com um detalhe, nasceu dia 01/10 e o pai no dia 15/10! Temos mãe e filha com o mesmo signo e mês de nascimento e pai e filho com o mesmo signo e mês de nascimento. A natureza foi perfeita em tudo, eu faria tudo novamente e Luísa também, acho que nunca mais sentiremos uma coisa tão intensa e gostosa, acho que vivenciamos da forma mais pura e intensa o Amor.

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Nova Zoca

Espero realmente voltar a ter tempo e disposição para voltar a escrever aqui... primeiro porque estou precisando dessa terapia que é simplesmente escrever, depois porque sou uma nova pessoa após a maternidade!

Com a Zoquinha já teve uma certa mudança, mas com a chegada do Zoquinho, foi uma guinada mesmo! E começou logo com a escolha do parto. Contei aqui que a Zoquinha nasceu através de cesárea. Mas acho que não comentei como isso me abalou! Fiquei MUITO frustrada e rolou uma certa deprê por não ter tido meu tão sonhado parto normal... Antes que alguém comece a falar que o que importa é o bebê estar bem, já vou avisando logo que isso só servia para fazer com que eu me sentisse a PIOR MÃE DO MUNDO! Claro que o que importa é o bebê saudável!! Mas eu sentia que precisava passar por aquela experiência toda que só um parto normal envolve...

E na gravidez do Zoquinho eu corri muito atrás disso e consegui!!!! Ele chegou ao mundo através de um lindo PARTO DOMICILIAR! Isso mesmo!!! JURO que vou tentar postar aqui meu relato de parto, que é ENOOORME, claro!!!! rs...

Apresentando: Zoquinha e Zoquinho

Infelizmente, desde que engravidei da Zoquinha, nunca mais consegui voltar à ativa nessa vida de blogueira...

E, vendo hoje minha última postagem, quem entra no blog nem sabe se meu baby 2 foi menina ou menino!!!! Ohhh....

Então, só para não deixar o blog morrer de vez, até porque já prometi não prometer mais (rs...) voltar a escrever... Segue uma fotinho dos grandes motivos da minha ausência...

Sei que nunca publico fotos ou qualquer outra informação que revele minha identidade, mas não consegui evitar!!! Mãe sempre é babona, né?? E me digam se não tenho que babar?? E muito!!! kkkk

sexta-feira, 21 de março de 2014

13 semanas e ultra TN

A barriga está graaande!!! Impressionante como na segunda gravidez a barriga aparece MUITO rápido!!! Estava olhando as fotos e já tenho a barriga que tinha com 5 meses! MEDO!!! rs...
 
Enjôos continuam bombando por aqui! Não chego a vomitar e isso é ótimo, claro! Mas tenho TODO DIA uma sensação péssima de estufamento e má digestão. Parece que minha barriga vai explodir! Zocão que sofre com isso porque passo o dia todo ótima! Mas quando vai caindo à noite já era! Passo a ser a grávida insuportável! Atura marido que esse filho também é seu!
 
Nessa onda sexo tem sido algo raríssimo lá em casa... Ai ai... Que horas o sexo vai entrar na nossa vida? De manhã estou morta e atrasada e de noite só gostaria de me agarrar no vaso sanitário e expulsar tudo do meu corpo! Senhor!!! Ajude meu casamento!!! rs... Sobram apenas os finais de semana (pois aí rola um tempinho de bom humor na parte da tarde com Zoquinha dormindo... Se não aproveitar essa brecha, esquece!!!
 
Enfim, não vou só reclamar da vida! Afinal tudo está ótimo com a Zoquinha e com o bebê 2!
 
Essa semana fiz a ultra das 12 semanas - SOZINHA! Ai... chatão e angustiante ficar lá sozinha... mas como Zocão não pôde ir, paciência! O importante foi feito e baby está lindão lá nadando no aquário! Já tinha me esquecido como é gostoso ver esse serzinho tão pequeno e tão VIVO! Ele se mexe sem parar! Já deve saber que o espaço vai acabar, então tá só curtindo a vida boa!
 
 

terça-feira, 18 de março de 2014

Pobreza alheia!

Já comentei aqui algumas vezes que minha mãe é uma figura. E não é exagero, ela é mesmo!
 
Ontem rimos horrores com as peripécias dela no trem! Pois é... ela anda de trem para ir para o trabalho! Eita pobreza!!! hahahaha
 
Tem um amigo do Zocão dormindo lá em casa esses dias, então minha mãe dormiu com a Zoquinha no nosso quarto. Quase um acampamento! rs... Isso porque está um calor dos infernos e não há condição de dormir na sala só com o ventilador!
 
Parecíamos adolescentes na festa do pijama falando besteira até tarde. Isso porque a grávida aqui, que já morre de sono naturalmente, tinha que acordar cedo para trabalhar hoje. Enfim... essas são as graças da vida, né?
 
E aí ela começou a contar suas aventuras no trem. Primeiro cabe esclarecer que ela é SUPER lerda! daquelas que não tem o mínimo sendo de direção, se perde em qualquer lugar e faz logo aquela cara de pateta. Logo, conhecendo ela, tudo se torna mais engraçado, claro!
 
Evento 1) Trem lotado na Central do Brasil, ela entra, crente que a galera iria começar a descer nas estações seguintes... que nada! Vai ficando ainda mais cheio! E ela naquela guerra de permanecer perto da porta, já que ela iria descer logo na próxima estação. O problema é que perto da porta, estava um grupo de torcedores do Flamengo barulhentos fazendo a maior zona. Esperta que ela é, foi para a porta do outro lado. Chegando lá ficou até supresa com o espaço e comentou isso com uma menina que respondeu logo que a porta estava com defeito (ela me explicou logo que era dessa que puxa conversa com os demais passageiros!). Lá foi ela para outra porta (não a dos flamenguistas). Gente, até comentei "Pô... então o trem nem estava tão cheio". "Tava LOTADO! Eu ia me espremendo e pedindo licença". Cara, só ela para fazer isso! O trem tá cheio e a mulher ainda quer ficar passeando?! Bom... chegando na outra porta, não tinha lugar para segurar e ela ficou meio que caindo em um menino. Aí veio outro detalhe: o trem estava com problema e dando aqueles solavancos toda hora! O menino vira para ela: "Senhora, pode segurar aqui no meu braço!". Meu Deus!!! Imaginem essa cena!!! Ela ainda teve a descência de dizer que não precisava, mas, como continuava caindo, o menino insistiu e outro, ao lado dele, ofereceu o braço também!!! PÁRA TUDO!!! Imaginem minha mãe lá no trem lotado com uma mão em cada braço de um desconhecido!! rs... Pelo menos a galera no trem é prestativa, né?! rs...
 
Evento 2) Trem tranquilo, ela entra e senta. Passa a primeira estação e ela logo se levanta para descer na próxima. Paradinha lá na porta, o trem pára na estação mas a porta não abre. Uma galera com cara de bobo do lado de fora querendo entrar e mais uma galera (inclusive ela) do lado de dentro querendo sair e o trem parte só abrindo a porta na próxima estação: Engenho Novo. Uma estação enorme! Aí lá vai minha mãe usar sua cara de pateta para descobrir onde vai parar o trem que volta (e abre a porta) para a estação dela. A rádio do trem anuncia: Em 3 minutos, trem para a estação X na plataforna "flenis". Trem na plataforma "flenis". Nossa, ela disse que é simplesmente IMPOSSÍVEL entender o que aquela voz indica! rs... Fiquei rindo lembrando do tempo que morei em Portugal e que também não entedia NADA do que a rádio do trem informava! Tinha que perguntar SEMPRE para alguém. Isso é sacagem, não é?! Tinham que contratar aquela mulher do aeroporto Galeão para todos esses lugares!!! Ela é ótima!!! rs...

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

A volta da cegonha!!!

Depois tenho que voltar aqui para contar como foi a festinha de 2 anos da Zoquinha!!! Mas antes tenho que anunciar esta maravilhosa notícia: estou grávida de novo!!

Bom, apesar de estar morrendo de medo, estamos super felizes! Já estava sem tomar o anticoncepcional desde setembro do ano passado e, em janeiro veio a grande novidade!!!

Vocês podem estar me achando doida por estar com medo, mas o fato é que está batendo uma insegurança ENORME!! Ontem mesmo estava conversando com o Zocão sobre esta loucura que será começar tudo de novo. E fiquei perguntando se já temos um plano! rs... Principalmente financeiro.

As coisas estão absurdamente caras e parece impossível administrar bem casa com 2 filhos e manter alguma qualidade de vida, não é?

Estou com 8 semanas, então não faço nem ideia do sexo do bebê e também estamos em total discordância sobre possíveis nomes!!! rs... Ai... tem horas que dá vontade desse filho ser só meu para eu tomar a decisão sozinha!!! kkkk

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Tiradas de Natal

Me diz se minha filhota não é muito esperta?!

Final de semana passado teve chegada do Papai Noel no condomínio da minha mãe. Claro que levamos a Zoquinha!

Ela estava lá toda feliz no colo da vovó vendo o Papai chegar numa carruagem puxada por 2 cavalos brancos. Eis que uma amiga da minha mãe comenta:

- Olha lá Zoquinha, os cavalos do Papai Noel!

Ela mais que depressa:

- Nãoooo!!! É rena!!!!

Gente, não é uma delícia?! De onde essa menina tirou isso??!!!

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Furos na alimentação

Estava lendo essa postagem do Delícias do Dudu e fiquei super animada em fazer algumas mudanças lá em casa e deixar a alimentação da Zoquinha mais natural e saudável.



Leite materno já não é mais o caso porque a própria Zoquinha resolveu abandonar o peito aos 8 meses. Tudo bem... admito que fiquei um pouco tristinha, mas pelo menos ela mamou bem nos 6 primeiros meses mais importantes, não é?

Enfim... resolvi fazer essa postagem apenas para contar como fui uma mãe desinformada e acabei fazendo besteira com a alimentação da Zoquinha super cedo! Sei bem que não adianta culpar o pediatra porque a informação está aí super disponível para quem quiser fazer tudo direitinho... o problema é que na hora bateu uma insegurança...

Quando estava grávida, já tinha decidido que iria tentar manter a alimentação da Zoquinha o mais natural possível! Nada de doces, papinhas prontas, frituras, etc... Mas percebi que grávida é fácil fazer planos, mais difícil foi seguir tudo com a Zoquinha nos braços. Não que eu tenha sido uma mãe dessas que sai dando tudo que é porcaria, longe disso, mas hoje sei que errei feio! Vamos aos fatos:

Quando Zoquinha começou a comer, o pediatra passou aquele cardápio básico e, em relação à papinha doce prescreveu: mamão, banana, pêra ou maça com 1 colher de farinha láctea e 1 colher de geléia de mocotó!!!!! Gente, vocês acreditam nisso??? Achei que os médicos não faziam mais isso, senhor! Bom, achei bizarro e contestei... As explicações dele foram aquelas ridículas de sempre que seria mais fácil ela aceitar por estar mais docinho (hã?!) e, além disso, seria mais uma fonte de proteína. Achei bizarro, claro! Quer dizer, não achei tãããão bizarro na hora porque admito que fiquei na dúvida do que fazer... Minha mãe, obviamente, disse que com a gente também foi assim e deu super certo! Mas nem tudo que vovó e mamãe faziam estava certo, né?!

Resolvi que daria só a fruta e ponto! Mas essa minha certeza durou pouco tempo... Zoquinha comia a fruta e logo logo já estava chorando. Hoje sei que devia ser a necessidade de sugar e não fome! Mas na hora, a retardada aqui, achou que poderia ser fome e resolveu deixar a papinha "mais reforçada"... Nisso cedi aos encantos da farinha láctea. na hora achei que seria bom incluir a farinha por ter fibra e tal... Mal informada que fui, além de não deixar a menina conhecer bem o paladar das frutas, ainda incluí açúcar, conservantes, etc, na alimentação da bichinha!! Quando li essa postagem da Jú, me senti a própria sogra sem noção!

Mas enfim... errei e passou! Agora é bola para frente e vamos tentando melhorar, não é?! Mas bem que os pediatras podiam ajudar as mães bizarras a proporcionarem uma alimentação mais saudável para os babies, não é?

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Será que toda criança faz isso??!!

Gente, Zoquinha comeu cocô!!!!! Exatamente isso que vocês leram!
 
Ontem fui buscá-la na creche e lá estava a minha pequena toda cheirosa, arrumadinha, penteada e feliz... Aí vem a professora meio sem graça: Olha mãe, vou ter que te contar... Hoje ela fez um cocozão que chegou a vazar e... ela meteu o mãozão, e... pôs na boca!
 
Ai... elas falaram que nem deu tempo de tirar a mão dela! Ui... que péssimo!!! Pois é, espero que tenha sido a primeira e última vez!

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Volta logo Zocão!!!

Super me inspirei nessa postagem da Jú e resolvi fazer um relato de como está minha rotina desesperadora esses últimos dias!!!!

Primeira coisa: Sou uma poia!!!! gente, simplesmente não dou conta de jeito nenhum de casa, marido e filho sem ajuda!!! Socorro!!!

Explico: Zocão teve que operar o joelho no início do mês. Foi uma cirurgia simples porque ele rompeu o ligamento cruzado. A recuperação tem sido ótima e ele tem sido um amorzinho e praticamente não me dá trabalho... Ok, não me dá trabalho, mas também não ajuda muito, não é? Já sabia que ele era uma super paizão e maridão, mas não fazia ideia do quanto até me ver assim: sem colaboração!! Simplesmente não dou conta!!! Estou cansada, estressada, descabelada, etc...

Nossa rotina sempre foi maravilhosa (pelo menos para mim! rs...). Vamos aos 10 passos básicos da família:

1 - Fico tomando banho enquanto ZOCÃO desce para comprar um pão fresquinho (normalmente Zoquinha vai junto ou fica dormindo - ELA DORME MUITO!!);

2 - ELE faz café enquanto termino de me arrumar e as coisas da Zoquinha para a creche;

3 - Tomamos café;

4 - ELE arruma Zoquinha enquanto escovo os dentes, passo maquiagem (uh-hu!!! Agora estou usando pelo menos o mínimo!);

5 - Terças e quintas ELE fica com ela de manhã (ou seja, nem preciso levar para creche!).

6 - Zoquinha para creche e nós vamos trabalhar...

7 - Voltando do trabalho, vou direto buscar Zoquinha e ELE compra pãozinho de novo;

8 - Normalmente eu fico mais por conta da Zoquinha à noite porque Zocão vai malhar;

9 - Faço Zoquinha dormir (depois vou fazer uma postagem sobre essa rotina específica);

10 - Zocão prepara ou compra algo para comermos e ficamos finalmente de chamego...

Ou seja, sou uma DIVA!!! rs... Zocão me acostumou muito mal e agora to na M sem isso!!! rs...

Logo de cara já sofro para comprar pão de manhã. Caraca, não dá!!! Já troquei pelo plus vita!!!

Na volta do trabalho até compro o pão quentinho antes de buscar a Zoquinha, mas quando chego em casa sou uma morta! Fico por conta dela e lá pelas 21h vou ver o que vamos comer... Às vezes não tem nada!!! E ainda tenho que passar no mercado!!! Como assim??? Impossível alguém ser tão péssima dona de casa!!!! hahaha