segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Como assim? Já?

Ai... tenho que desafar aqui... ando tensa demais com essas responsabilidades de mãe! Com certeza sou uma pessoa péssima para tomar qualquer decisão e decisões envolvendo o futuro dos filhos é algo que me deixam em pânico!

Enfim... o que tem me assustado atualmente são as pessoas falando sobre a necessidade (ou obrigatoriedade) de se colocar os filhos no MELHOR colégio! Tudo bem... eu acho que educação é algo importantíssimo, mas não sei até que ponto devemos optar pelos TOP TOP TOP... Até porque não sei até que ponto meu orçamento é compatível com essas exigências. Só se eu optasse por ter apenas 1 filho... E já conto logo: quero ter dois e JÁ PAREI DE TOMAR PÍLULA! (Ai que medo!!! rs...). O que vocês acham? Moro no Rio de Janeiro, cidade maravilhosamente cara, e as opções que as pessoas consideram quase únicas são: Santo Inácio, Santo Agostinho, São Vicente e sei lá mais qual santo... ah...Cruzeiro também, claro!

Pode ser que vocês estejam achando que estou neurótica por já estar preocupada com isso, afinal Zoquinha não tem nem 2 anos... Mas as pessoas (loucas) que convivo já traçaram o futuro dos filhos até a morte!!! Nunca vi isso!!! O que eu queria mesmo era colocar ela em um colégio pequeno e decidir só mais tarde em qual colégio colocá-la. Até porque queria ver qual é o jeitinho dela... E ver qual método daria mais certo. Vai que uma educação montessoriana não seria a mais adequada?!

2 comentários:

disse...

Mas menina!!! Acho que você está certa e deve agir do jeito que o seu coração manda.

Maridôncio fala que a educação fundamental é essencial, mas acreditamos que dá para ter uma boa base sem estar nos melhores colégios.

Você quer educar um filho ou um futuro presidente de empresa? Eu quero um filho, se ele será presidente ou não, aposto que só ele vai decidir. Não adianta eu decidir por ele isso.

Beijocas

Zoca disse...

Ai... continuo tensa com isso!!! rs...
E agora surgiu uma nova opção que também me assusta bastante! Zocão conseguiu vaga em uma creche pública para ela! A creche é super fofa, limpinha, orzanizada, são poucas crianças, etc... Não é municipal, nem Estadual, acho que é uma ONG, sei lá... mas admito que, apesar de amar a ideia de não pagar, tá rolando um certo preconceito, você acredita?
Bom... vamos fazer um teste ano que vem e colocá-la lá... até porque a creche só vai de 2 a 5 anos e, se não der certo, trocamos de novo!
Apesar de saber que não é simples assim... sou meio avessa a mudanças!