terça-feira, 10 de maio de 2011

O início de tudo

Bom... a ideia de criar este blog surgiu do simples fato de coisas bizarras acontecerem em meu relacionamento de forma constante!
Já estou nesse relacionamento há quase 10 anos e, apesar de isso parecer uma eternidade, sempre me surpreendo com as novas possibilidades deste casal ser uma catástrofe ambulante! Se você não está entendendo, pode ficar tranquilo que em breve vou contar algumas situações que não deixarão dúvidas sobre o impossível na vida a dois se tornar real.
Tô enrolando muito, né? Mas é que sou nova nisso de blog e vai ser complicado mesmo no início... por isso mesmo, acho que não vale a pena começar dos casos mais mirabolantes... Vou deixar os leitores me conhecerem aos poucos antes de soltar as bombas! rs... E acreditem que virão coisas bizarras e inimagináveis!!
Vamos lá... finalmente ao início!
Conheci Zoco numa festa da faculdade, mais especificamente, num final de festa da faculdade. E como não podia deixar de ser, todo final de festa só tinha bêbado caindo de um lado para o outro e eu (que até então não bebia nada!).
Mas naquela noite especificamente eu não queria ficar sozinha! Coisa básica de menina que não quer ser a única das amigas a não "pegar" ninguém! Antes de começarem as críticas, adianto logo que eu tinha 19 anos!
Pois é... foi aí que encontrei minha amiga, Fê, desacompanhada (uh-hu! Eu não era a única) e pedi uma ajuda na busca por um sujeito apresentável.
Foi aí que surgiu ele: Zoco (na época esse apelido ainda não existia! pois é... o apelido é REAL e depois explico melhor)! Na verdade ele estava muito longe de ser um príncipe: bêbado, meio gordinho e com os olhos SUPER vermelhos (já imaginei logo que era o maior maconheiro! E logo comigo que nem álcool aceitava!).
É... o desespero naquele diz tava grande e eu encarei o desafio! rs... Quando ele chegou para falar com a Fê eu já iniciei o maior papo! E dessa conversa de totalmente sóbrea com 100% bêbado (possível maconheiro) não tava saindo muita coisa... ele resolveu buscar uma cerveja! Quê?! Como assim ele ia sair e me deixar sem a última esperança da noite?! Fui atrás, claro! E ele ainda tentou me tapear de novo, dizendo que era em outro andar e que era para eu esperar lá... Ah... vocês acham?! Mulher desesperada não corre riscos! Abri aquele sorrisão e disse que ia com ele. Acho que ele viu que não teria saída, né? Só não imaginava que essa tentativa de fuga frustrada, lhe renderiam seus próximos 10 anos ao meu lado!!

Obs.: Depois descobri que o olho vermelho não se devia a droga nenhuma. Pasmem! Ele estava com conjuntivite!!! O que o desespero não faz uma mulher encarar, né?!

5 comentários:

Zoca disse...

Pois é meninas... o ideal era o blog se tornasse um mix de coisas bizarras que ocorrem na vida à 2!! Então ideias e casos são super aceitos por aqui!!

Michelli disse...

Amiga, Adorei o blog...enquanto leio as histórias fico lembrando de vcs aqui em casa, na sala, deitados no sofá e batendo aquele papo depois do almoço.... q saudade d vcs. bjs

Vanessinha disse...

Pelo início já percebi que vou adorar ler a história de vocês... vai ser muito engraçado imaginar tudo!!! hahahahaha
Beijo

Paulinha disse...

Eu adorei a idéia do blog!! A gente pode contar as nossas histórias tbm?!!! Já fiz até um comentário e inventei apelidos!!!! rsrsrs
Vou lendo suas histórias e imaginando vcs contando!!!
Saudades!
Beijos

Isadhora disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkk
Adorei!!!

e.. consegui chegar ao início do seu blog..
li todos os posts!
Ufaaaa rs

http://isadhoracamacho.blogspot.com/