quinta-feira, 12 de maio de 2011

Uma de muitas bebedeiras

Vocês lembram que eu disse aqui que eu não bebia? Pois é... isso mudou totalmente!!! Quando resolvi começar a beber, percebi que essa definitivamente é uma coisa que eu não sei fazer! Sabe aquela pessoa que bebe socialmente? Não sou eu! Se eu resolver beber, é para ficar bêbada! Hoje em dia nem sou mais assim... mas isso se deve ao simples fato de já estar traumatizada e ter sempre Zocão lá do lado com cara de mau! Ele morre de medo de ter que me aturar bêbada de novo!


Vamos aos fatos! Vou começar por um dos mais leves e longos também... Acomodem-se bem porque a noite foi longa...

Só para situar, tínhamos, mais ou menos, uns 2 anos de namoro. Feriadão. Resolvemos viajar para Cabo Frio com meus irmão e mais alguns amigos do Zoco. Exatamente isso... eu era a única mulher. A viagem estava ótima, com muito sol, praia e love. Até que resolvemos inserir as bebidas na parada. Ui....

Começamos a tomar umas cervejinhas e tava tudo tranquilo até aparecer um ser com aquela bandeijinha maligna vendendo tequila! Eu ainda não conhecia meu "potencial alcoólico", então até tentei pegar leve. Mas os meninos começaram a me desafiar! Quem não aceitava beber outra dose era logo chamado de "mulherzinha". Caraca!! Mulherzinha não!! Bebi todas as minhas doses e fiz eles pagarem o preço! rs...

No início tudo lindo... a gente estava na Rua do Canal, num daqueles barzinhos, com uma música de fundo baixinha. Tudo muito lounge... Todos sentadinhos naqueles bancos altos de bar... Quem conhece os barzinhos de lá vai criar uma imagem melhor na cabeça... pq o lugar tem aquele clima de pegação, mas a galera fica tranquila... praticamente nem dança. Mas eles ainda não conheciam o potencial da Zoca! rs...

Quando a tequila subiu... MEU DEUS!! Comecei a dançar loucamente no bar. Gente, ia freneticamente até o chão, rebolava, gesticulava, etc. LOUCURA TOTAL! Zoco, coitado, teve que intervir! Começou a me pedir, super calmo, para eu pegar leve. Mas bêbado não entende nunca, né?! Como assim pegar leve? Argumentei que eu tava na boa, só me divertindo. E, para piorar, os amigos dele (que não valem nada) colocaram a maior pilha! Ficaram lá me apoiando... falavam, às gargalhadas, que Zoco tava cortando meu barato à toa! Claro, não eram eles que tinham que me aturar! rs...

Nesse meio tempo eu cansei... e resolvi sentar naquele mesmo banquinho que eu tinha sentado horas atrás. Óbvio que o banquinho tava ocupado! Mas e daí? Já fui me apossando de novo dele e expulsando o menino que tava sentado lá. Disse "com toda educação do mundo": “Sai, sai, sai”. Aí vem o pobre do Zoco pedir desculpa para o menino, que eu tava bêbada e tal... Nossa... acho que eu tava tão mal que o cara deve ter entendido a barra do Zoco e saiu do banco numa boa.

Num certo momento, Zoco teve que ir ao banheiro. Acho que na verdade ele queria fugir!! rs... Ainda me perguntou se eu não queria junto... Pô... eu tava no banquinho, né? Melhor deixar ele ir sozinho e manter meu espaço! O problema é que poucos minutos depois dele sair, meu cérebro, louco e bêbado, percebeu sua ausência e já nem lembrava mais que ele tinha me chamado para ir junto ao banheiro... NÃO!!! Na minha cabeça ele tinha ido atrás de mulher! Aff... Arrastei um amigo dele comigo para irmos atrás do Zoco.
Só que no meio do caminho, eu já nem lembrava mais onde eu estava indo... e percebi que minha visão estava toda confusa e nunca ia achar Zoco naquela muvuca. Sabiamente, resolvi voltar para o bar, mas não, sem antes mostrar para o amigo do Zoco os meus irmãos ao longe... apontei para qualquer lugar e disse que meus irmãos tinham passado lá...


Quando voltei para o grupo, Zoco já tinha voltado do banheiro e tava puto com meu sumiço! Mas nem teve tempo de brigar comigo porque já cheguei de braços abertos rindo muito... fui logo confidenciando que não estava vendo nada e que, para o amigo dele achar que eu estava enxergando algo, fiz de conta que tinha visto meus irmão! E finalizei com a seguinte frase: “Mantém a mentira!” hahahahaha. Cara, como é possível alguém ser tão idiota??!!

Depois eu quis ir banheiro também! E Zoco atrás... Fomos na famosa Creperia Chez Michou (agora já nem existe mais essa loja lá) e a fila estava normal. Ou seja, ENORME! Oba!! MUITO tempo para fazer amizade na fila!!! rs... Quando bebo sou a simpatia em pessoa! Inclusive, fiquei um tempão conversando com o cara que vigia a entrada do banheiro (mais um coitado!). Quando reencontrei Zoco finalmente, já cheguei falando do meu mais novo amigo! rs... Zoco ficou pra morrer comigo! Claro!!!
No finalzinho da noite, Zoco se viu com outro problema... Querer ir embora e estar lá sozinho com a bêbada! Tínhamos que achar os amigos dele. Para piorar, eu cismei que queria dormir naqueles bancos que tem na beira do canal. Tadinho do Zoco! Para conseguir me convencer a não dormir, ele teve que pedir para 2 meninas que estavam lá sentadas para ficar conversando comigo e não me deixar dormir ou sair de lá! DERROTA PURA!! As meninas ficaram sem entender nada e não queriam ficar com essa função de babá de uma ilustre desconhecida... mas Zoco conseguiu convencê-las e foi atrás dos meninos. Quando ele voltou eu tava lá no maior papo com as 2 infelizes (claro que era um monólogo)! Dei beijinhos e tchau toda animada e ainda perguntei para o Zoco de onde ele conhecia aquelas meninas. Tinha adorado elas!!! rs... Como o mundo de bêbado é lindo, hein?!
Pronto! Finalmente entramos no carro e estávamos todos felizes na volta para casa... mas aí me deu vontade de fazer xixi de novo!!!! Ameaçadoramente, comecei a dizer para o dono do carro (não era o Zoco) que ia fazer xixi ali mesmo!!! Ih... essa ameaça durou até chegar em casa... A cada curva eu dizia que o xixi ia sair! Acho que corremos risco de ter batido o carro pela tensão que o motorista ficou!!! Ainda bem que ficou só na ameaça mesmo! Cheguei sequinha em casa! rs...
Fim! Eh... falta só um detalhezinho para vocês me conhecerem melhor... na manhã seguinte, acordei com a mesma blusa que tinha saído e calcinha, toda feliz ao lado de Zoco. Tudo isso que eu contei aí acima é um relato desesperado dos meus companheiros de nigth!!! EU NÃO LEMBRO DE NADA!!! Juro!!! Tive um Black-out total! Mas aí, voltando para a manhã, eu olhei para mim, olhei para o Zoco, e não sabia como tratá-lo... Afinal, não sabia se tínhamos brigado! E se eu tivesse brava com ele e não lembrasse?! rs... Alguém pode com isso??!!

4 comentários:

Vanessinha disse...

Temos que tomar MUITO cuidado com as doses de tequila que passeiam por ai... hahahaha

Fred disse...

Gostaria de dar destaque para o nosso amigo, malandrão, super esperto G (ele é o mortorista desse dia), que com toda sua humildade nos fez o favor de ir à padaria para comprar um delicioso café da manhã neste dia turbulento para Zoca, porém, devido a sua inocência, foi enganado pelo padeiro...opa! Chegou em casa com o troco pela metade...definitivamente com a metade de uma nota de um real....e a pergunta que não se cala até hoje é: O que aconteceu com a outra metade? Será que o padeiro a escondeu dentro de algum pão ou simplesmente nosso amigo realmente não percebeu a maldade com que foi tratado?...mistério!!!

Andreia Martins disse...

Nossa miga! Sua primeira bebedeira foi histórica msm! lolol Doi-me a barriga de tanto rir! lololol

Isadhora disse...

Gente... vc é doidinha!! hahahahaha
Mas ri muito!!!
Eu nao bebo. E quando bebo, nao sinto nada ALÉM DE SONO!!!!
Aí é melhor nao beber. Mas queria que a bebida me deixasse divertida! kkkkk

http://isadhoracamacho.blogspot.com/